Portas de correr: uma opção elegante para driblar a falta de espaço

Elas podem tanto dividir quanto integrar os mais variados ambientes, como cozinhas, salas, banheiros e áreas externas.

Hoje, as portas de correr fazem parte de muitas residências, dividindo ou integrando variados ambientes, com elegância e sem ocupar tanto espaço.

Ótimas aliadas da decoração, as portas de correr se deslocam sutilmente na horizontal, e podem ser usadas em todos os tipos e tamanhos de ambientes e, no caso dos ambientes pequenos, têm ainda a vantagem de contribuir para a otimização do espaço.

Atualmente, existem diversos modelos de portas de correr. Mas, os mais utilizados hoje são os de tamanhos grandes, que permitem que a porta fique fixada no teto e seja sem trilho na parte de baixo (só uma guia bem discreta no cantinho da parede).
As portas de correr podem ainda ser feitas de diversos materiais, como madeira ou mdf com acabamento laqueado, madeira natural (lisa ou com frisos), vidro (de diversas cores) e outros mais. Assim, permitem mil e uma possibilidades e agradam a todos!

Como usar portas de correr em diferentes ambientes

 

As portas de correr podem ser usadas na cozinha, nas salas, nos quartos, nas áreas externas e até nos banheiros com diferentes propostas e objetivos. De forma geral, cada tipo de ambiente exige uma atenção especial na hora da escolha.

Abaixo você confere dicas de como escolher a porta de correr ideal para os diferentes espaços da casa e pode se inspirar com lindos modelos!

Portas de correr para cozinhas

Aposta em muitas casas, as portas de correr podem ser utilizadas para separar a cozinha dos outros cômodos ou até mesmo para integrá-la a uma sala de estar com estilo. As possibilidades são inúmeras!

A arquiteta e designer de interiores Ana Rita Sousa e Silva, do escritório AR Arquitetura & Design, explica que, neste caso, é importante que as portas tenham uma abertura considerável, para que os eletrodomésticos passem por elas. O material também deve ser resistente à água e lavável.

“O puxador é outro fator muito importante neste caso, pois ele tem que ser de pegada firme, não pode ser nada escorregadio ou que a mão não consiga agarrá-lo de forma firme… Puxadores ‘cava’, por exemplo, não são uma boa opção. Prefira os de tipo alça”, destaca Ana Rita.

“Como são portas que normalmente terão uma frequência de abertura intensa, evite portas embutidas ou com trilhos embutidos que dificultem a manutenção”, acrescenta a arquiteta.

Portas de correr para salas

Uma das opções mais vistas, as portas de correr na sala proporcionam um ambiente moderno e elegante, e podem ser feitas nos mais variados materiais, sem restrições.

Ana Rita destaca que, no caso das portas de correr para salas, não existem regras! “O importante é sempre pensar na qualidade dos materiais e das ferragens, para que tenham durabilidade e sejam fáceis e leves de operar”, explica.

Portas de correr para quartos

Elas podem ser utilizadas para dividir (ou integrar) quarto e banheiro ou separar o quarto dos demais ambientes da casa. São ainda bastante utilizadas para dar passagem a varandas integradas ao quarto, especialmente as portas feitas de vidro.

Ana Rita destaca, porém, que não indica portas de correr para quartos, pois elas não são a melhor opção para isolamento acústico. “Mas, se optar por uma, evite rolamentos expostos ou portas que não tenham uma guarnição de encaixe para isolar luz e barulho”, orienta.

Portas de correr para banheiros

Opção bastante utilizada atualmente, a porta de correr dá ao banheiro um aspecto elegante e é, muitas vezes, o destaque do ambiente.

Ana Rita explica que esse tipo de porta exige os mesmo cuidados de escolha que uma porta de cozinha. “Mas, as portas de correr para banheiro devem ser ainda mais resistentes à umidade. Portas em folha de madeira natural não são recomendadas para estes espaços, pois facilmente serão danificadas pela umidade e vapor, e poderão até criar fungos”, orienta.

Portas de correr para áreas externas

Ana Rita explica que, no caso das portas de correr para áreas externas, os caixilhos devem ser de alumínio, PVC ou madeira maciça. “Hoje, não indico madeira maciça pois existem opções mais resistentes e que podem dar o mesmo efeito da madeira e são muito mais eficientes e duradouras”, diz.

“O alumínio anodizado é uma boa opção. Hoje existem também caixilhos de PVC sofisticados que recebem uma película adesiva amadeirada e, além de terem o maravilhoso aspecto da madeira natural, têm a função de isolar acústica, térmica e hermeticamente”, acrescenta a arquiteta.

Vantagens e desvantagens das portas de corre

Se você está em dúvida sobre colocar ou não este tipo de porta na sua casa ou apartamento, conheça as principais vantagens das portas de correr:

Ampliação e circulação: Ana Rita comenta que as portas de correr ampliam os espaços e facilitam as circulações.

Sem conflito de portas ou espaço: a arquiteta ressalta que, especialmente em espaços pequenos, as portas de correr são uma solução muito pertinente para evitar conflito de portas. Além disso, de forma geral, ocupam menos espaço que as portas convencionais.

Integração ou divisão de ambientes: as portas de correr têm como principal característica a vantagem de separar ou integrar ambientes, mantendo a privacidade de cada um deles quando necessário, já que fazem o papel de paredes quando estão fechada, ou possibilitando a sensação de espaços mais amplos, quando abertas.

Funcionais e bonitas: além de terem a vantagem de dividir ou integrar ambientes, as portas de correr dão uma aparência moderna e elegante às residências.

Apesar destes bons motivos para investir neste modelo de porta, Ana Rita afirma que a maior desvantagem das portas de correr é o isolamento acústico. “Por isso não indico para quartos ou salas de reunião, no caso de espaços corporativos”, diz.

Além disso, as portas de correr são feitas sob medida com marceneiros ou lojas especializadas, por isso, o custo é mais alto do que no caso de portas menores ou painéis fixos, e exigem a limpeza e manutenção dos trilhos e roldanas para que funcionem perfeitamente.

Como limpar e manter sua porta de correr em bom estado

Para que as portas de correr funcionem corretamente, a limpeza e a lubrificação dos trilhos e roldanas precisam ser constantes. Caso contrário, com o decorrer do tempo, diferentes sujidades podem se acumular nos trilhos chegando até a emperrar a porta. Neste sentido, algumas dicas práticas são:

  • Atente-se a qualidade da ferragem:: Ana Rita destaca que é importante escolher uma boa ferragem na hora de adquirir a porta e deixá-la sempre lubrificada. “Isso evitará inclusive danos nos puxadores que, normalmente, acabam por ficar bambos devido à força realizada quando o trilho não está funcionando em perfeitas condições”, diz.
  • Escolha os produtos e ferramentas com cuidado:Nunca utilize produtos abrasivos. Opte por uma escova ou pincel de cerdas macias e água com detergente neutro.
  • Primeiro, limpe com um aspirador: Para fazer a limpeza, é recomendável abrir a porta ao máximo e remover as sujidades soltas com a ajuda de um aspirador de pó. Para isso, utilize um bocal fino (facilitando a remoção dos resíduos).
  • Limpe os cantos com uma escova pequena: Para alcançar os cantos, que são de difícil acesso, use, se necessário, uma escova de dentes também embebida em água com detergente neutro.
  • Um pano sempre ajuda: Após a limpeza, use um pano seco (e que não solte fiapos) para finalizar a limpeza e secar os trilhos completamente antes de lubrificar.

Agora você já sabe: além de serem grandes aliadas na hora driblar a falta de espaço, as portas de correr podem ser utilizadas nos mais variados espaços (independentemente do tamanho), oferecendo funcionalidade e ainda proporcionando elegância aos ambientes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *